Pesquisar este blog

segunda-feira, 11 de setembro de 2006

CEL Ubiratan-Suspeitas recaem para pessoa próxima

O deputado federal e advogado do tambémdeputado e coronel Ubiratan Guimarães, Vicente Cascione, do PTB de São Paulo, afirmou hoje que a morte do policial militar não tem característica de execução. Em entrevista concedida à Rádio CBN, ele disse que o coronel, ao que tudo indica, foi assassinado por alguém de seu relacionamento pessoal, que entrou no apartamento com consentimento e saiu pela porta da cozinha, deixando-a aberta.
A advogada Carla Cepalino, 42, não confessou o envolvimento no assassinato do namorado, o coronel Ubiratan Gumarães, segundo o delegado da Divisão de Homicídios de Proteção à Pessoa (DHPP), Armando de Oliveira Filho. Ela foi ouvida por duas horas nesta manhã e será novamente interrogada na terça-feira.
A advogada Carla Cepalino, 42, não confessou o envolvimento no assassinato do namorado, o coronel Ubiratan Gumarães, segundo o delegado da Divisão de Homicídios de Proteção à Pessoa (DHPP), Armando de Oliveira Filho. Ela foi ouvida por duas horas nesta manhã e será novamente interrogada na terça-feira.

2 comentários:

theleon disse...

O Terceiro vídeo do Cururu, está no ar.
http://www.youtube.com/watch?v=l2vc8NMYJYo

moniquices disse...

Só pelo fato do cara não ter reagido só pode ter sido uma pessoa próxima a ele que cometeu o crime. Olha só, minha filha vai fazer um novo lay pra mim e achou ótimo o site que você me passou. Obrigada viu, agora só falta eu me decidir pela figura que vou colocar lá...nada que uns dois mêses não resolvam, sou libriana sabe? Vou deixar meu msn pra ti.Bjus! (monpetitechatte@hotmail.com)