Pesquisar este blog

segunda-feira, 11 de setembro de 2006

Coronel Ubiratan ,aquele que foi condenado a 632 anos de prisão, é assassinado

O deputado estadual e ex-coronel da Polícia Militar de São Paulo Ubiratan Guimarães, que comandou a invasão do pavilhão 9 na Casa de Detenção do Carandiru, em 1992, foi encontrado morto no fim da noite de domingo, em sua casa. O corpo estava enrolado em uma toalha, com uma marca de tiro no peito. Não havia sinais de luta nem de arrombamento no apartamento. Nada foi roubado.
De acordo com um assessor do deputado, o chefe de gabinete Eduardo Anastasi, a porta do apartamento estava destrancada. Foi o assessor quem encontrou o corpo, depois de receber chamada dos filhos de Guimarães relatando que o ex-coronel não atendia seu telefone. A última pessoa a visitar seu apartamento antes da descoberta do corpo foi uma namorada do deputado, chamada Carla.
Mais detalhes

3 comentários:

Anônimo disse...

Hummm... Tem cheiro de PCC...

Ciça

Cristiano Contreiras disse...

e será que vai cumprir todos esses anos mesmo?

Corisco disse...

Generais, no Haití.. Aqui..

O coronel...

hummm.

O Fascismo esta "vindo" rápido!