Pesquisar este blog

segunda-feira, 11 de setembro de 2006

PF responsabiliza Palocci por quebra de sigilo bancário de caseiro

A Polícia Federal (PF) encaminhou, nesta segunda-feira, à Justiça Federal o enquérito com as conclusões sobre a quebra do sigilo bancário do caseiro Francenildo dos Santos Costa, ocorridas em março. O documento responsabiliza Antônio Palocci pela quebra de sigilo e mantém o indiciamento do ex-ministro por mais três crimes: quebra de sigilo funcional, prevaricação e denunciação caluniosa. Os crimes variam de três a oito anos de prisão.

O sigilo bancário de Francenildo foi quebrado ilegalmente após o seu depoimento na CPI dos Bingos, onde disse que Palocci fez visitas à casa alugada por ex-assessores seus da Prefeitura de Ribeirão Preto, acusados de envolvimento com o "valerioduto" . Na época o ex-ministro disse jamais ter ido à casa. O ex-presidente da Caixa Econômica Federal, Jorge Mattoso, assumiu a culpa pelo pedido de emissão do extrato bancário do caseiro.

A justiça autorizou na última semana a quebra do sigilo telefônico da residência oficial de Antônio Palocci, em Brasília, período em que ele foi acusado de comandar a quebra do sigilo bancário do caseiro.

O inquérito será submetido ao Ministério Público Federal, que ficará responsável por denunciar os acusados. Caberá à Justiça acatar ou não a denúncia.

2 comentários:

Stella disse...

e ele continua em campanha??????????

Anônimo disse...

Se o MP não agir rapidinho elle ganhará imunidade, caso seja eleito - e parece que será pois o sapo barbudo pediu aos militantes do partido para votarem nelle.
Palocci preso? Du-vi-de-o-dó...

Ciça