Pesquisar este blog

quarta-feira, 14 de fevereiro de 2007

Dirceu de novo?Diga não,obrigado.

Em seis meses, um grupo de internautas espera conseguir dois milhões de assinaturas contra a possibilidade de o Congresso ou a Justiça concederam anistia a José Dirceu, deputado cassado por envolvimento no escândalo do Mensalão. A iniciativa popular é de membros de comunidades oposicionistas do site de relacionamentos Orkut. Eles lançaram uma “Petição On Line”, que pode ser assinada em http://www.gopetition.com/online/11104.html

A intenção dos internautas é se contrapor ao recém-lançado Movimento pró-anistia do deputado José Dirceu, que está sendo promovido para colher 1 milhão e 500 mil assinaturas. Os petistas criaram um instrumento de pressão para que o deputado Arlindo Chinaglia Jr, Presidente da Câmara Federal, aliado de Dirceu, possa apresentar um pedido de restituição dos seus direitos políticos, através de um projeto de lei de iniciativa popular. O mesmo pedido valeria para o deputado cassado Roberto Jefferson.

Os internautas consideram o pedido de anistia a Dirceu um acinte à moral e aos princípios éticos que deveriam nortear a política. Em dezembro de 2005, já afastado do ministério, a Câmara cassou o mandato de Dirceu. E o Procurador-geral da República o denunciou pelo envolvimento em falcatruas, junto com outros 40 mensaleiros. O ex-deputado, ex-ministro, e acusado de ser coordenador de todo o esquema de corrupção que manchou a imagem do Congresso Nacional e da Presidência da República (mensalão, valerioduto etc.), está trabalhando avidamente para obter sua anistia (perdão).

A petição on line contra Dirceu pode ser assinada em http://www.gopetition.com/online/11104.html

3 comentários:

CAntonio disse...

Aguardemos pois no que vai dar essa petição (contra o Dirceu, é claro).

Francamente, não acredito que um Congresso totalmente vendido faça algo digno....


SDS,

Stella disse...

o pior que eles nem precisam dsa tais assinaturas, os companheiros do congresso já o anistiaram
é tudo jogo de cena e vamos ter que engolir mais essa

Tiago Motta disse...

Assinado