Pesquisar este blog

quarta-feira, 4 de julho de 2007

Em ultimato, Chávez ameaça tirar Venezuela do Mercosul


É exatamente isso que você leu. O presidente da Venezuela, Hugo Chávez disse que, se nos próximos três meses, o Congresso do Brasil não ratificar o processo de adesão de seu país ao Mercosul, preparará "a solicitação de retirada" do bloco. Em um discurso televisionado, Chávez reiterou que a Venezuela quer outro sistema de integração na América do Sul. Ele voltou a responsabilizar setores do Congresso brasileiro pelo atraso no processo de ratificação da entrada de seu país no Mercosul. "Vamos esperar até setembro. Não esperaremos mais, porque os Congressos do Brasil e do Paraguai não têm razão política nem moral para não aprovar nossa entrada. Se não o fizerem, vamos nos retirar até que haja novas condições", disse Chávez. Ele afirmou ainda que a Venezuela não aceita se desculpar com o Congresso brasileiro para que a aprovação do ingresso possa ser agilizada. ""A Venezuela não tem nada por que se desculpar. É o Congresso do Brasil que deve se desculpar por se imiscuir nos assuntos internos da Venezuela", afirmou Chávez, referindo-se à crítica feita que os congressistas brasileiros fizeram a decisão da Venezuela de não renovar a concessão de transmissão da rede "Radio Caracas de Televisión" ("RCTV"). Em resposta à crítica, Chávez chamou os senadores brasileiros de "papagaios" que repetem as palavras de ordem de Washington.

2 comentários:

alexandre, the great disse...

Kozel.
A resposta que este tiranete merecia era uma só: FODA-SE!
Mas...


Alexandre, The Great

Stella disse...

mercosud já era faz muito tempo, o ditadorzinho gosta de fazer cena e o daqui aplaude