Pesquisar este blog

segunda-feira, 16 de julho de 2007

Maracanã e ditadores

SÓ PARA REFRESCAR A MEMÓRIA:
O "SANGUINÁRIO" DITADOR MÉDICI
FOI APLAUDIDO DE PÉ NO MARACANÃ...

acabo de ler o cínico jornalista Noblat,em sua coluna "Somos Cariocas "(clique pra ler),no Jornal O Globo:"Prefiro um Lula vaiado a um Médici aplaudido",quem conhece o Noblat sabe que ele é um lulista enrustido,como já disse o Mainardi...

2 comentários:

cereal disse...

A guerrilha comunista e o terrorismo tinham que ser combatidos pelo governo.
Os subversivos queriam transformar o país em uma Cuba continental, precisava de um patriota para garantir a democracia com o Brasil em paz, não havia alternativa e o combate foi sangrento dos dois lados.
Os que hoje falam mal do Médici esquecem dos militares torturados e mortos pelos subversivos.
O oficial que foi torturado e teve que engolir os próprios testículos, o garoto de 17 anos esquartejado vivo na frente dos pais pelo grupo do José Genoino, o assassinato do soldado Kozel pelo grupo da atual Ministra da Casa Civil não foram casos isolados.
Pena que a opinião do General Médici contra a Anistia não tenha prevalecido.
A maioria dos subversivos não lutou pela Democracia e sim pela ditadura a la Fidel.
Um Presidente corrupto e defensor de corruptos não merece apenas vaias. Merece cadeia.
Nunca fui a favor de ditadura, mas também sou contra a democracia do Congresso comprado pelo Lula.

Stella disse...

Kozel, pior que ele só o Paulo Henrique Amorim
só vomitando para ler aquilo