Pesquisar este blog

quinta-feira, 15 de maio de 2008

Bolsonaro acusa Tarso Genro

Um pouco de verdade...
Pra variar

12 comentários:

Anônimo disse...

Quando eu acho que já vi de tudo, cavaleiro templário, gaúcho viado, encontro um nazi-facista remanescente do CCC...tsc,tsc...
Vcs não eram terroristas neh, vcs e os milicos da linha dura, ui!?Não matavam e botavam bombas e banca de jornal, empastalaram jornais?até se mataram ao tentar matar um monte de civis e acusar os libertários no rio centro! Terroristas vcs também eram! Além de jogar os pobres na vala, acabando com todos os direitos sociais deles e arrochando seus salários!!!Vai tomar no teu cú velho brocha e conservador do caralhoooo!!!Vc deveria ter sido fuzilado pelo MR-8, burguês filho da puta!!!!!!!!

Anônimo disse...

Ue o Tarso Genro ficou quietinho,o dono do blog vai deixar o comentário do esquerdopata irado que não pode ouvir verdades?

Kozel® disse...

Me parece que o videozinho foi uma paulada na petralhete irada,que faz como Lênin:"Acuse-os do que você faz".

Não ,anônimo ,eu não vou tirar o comment do petralha,para nos lembrarmos sempre do nível deles e como se descontrolam quando pisamos no calo dos criminosos terroristas que hoje se encontram no desgoverno LULA,hoje emplaca mais um o tal de MINC(parece nome de casaco de pele cara),que tem um currículo que mais parece ficha criminal.

Suzy disse...

Kozel, petralhas não gostam da verdade mesmo.
Hoje, DIRETO DO ABISMO, entrevista com Rodrigo Constantino a partir das 16:00 hs.
Esperamos que você traga PILHA pra lanterna...não deixe nosso Abismo no breu total...hehehe

weiss disse...

o sr bolsonaro não sabe perder? quando o jogo acaba não temos que ir para casa?

Anônimo disse...

Vacilão, eu nem assisti a bosta do seu video!!!vcs burguesinhos, ruralistas e classe média sempre qdo se sentem ofendidos chamam-nos de petistas, stalinistas...kkkkkkkk nem sabem quem nós somos realmente...é foda!E só pra lembrar, esse tal e Mario Kozel Filho, deve estar queimando no inferno neste momento, ao lado de Hitler e Pinochet, pelas almas dos inocentes que matarão sob tortura, os chamando de comunistas sem nem saber o q isso significa, como vcs fazem!!!
Vão se foder!!!!
Anarquia jááááááa!!!

Anônimo disse...

Engole essa Kuzol e tucanos do caralho:

Metrô fechou R$ 556 milhões em contratos irregulares, diz TCE
da Folha Online

Contratos do Metrô de São Paulo no valor de R$ 556 milhões com a fornecedora de trens Alstom são considerados irregulares pelo TCE (Tribunal de Contas do Estado), informam os repórteres José Ernesto Credendio e Mario Cesar Carvalho em matéria da Folha (íntegra disponível para assinantes do jornal e do UOL).

Em um negócio no qual o Metrô retomou um contrato feito com a fabricante, em 1992, 11 trens foram adquiridos por R$ 500 milhões. Segundo o TCE, esse contrato gerou um prejuízo ao Metrô estimado em R$ 70 milhões.

Pelo contrato de 1992, cabia à fornecedora o pagamento dos impostos. No entanto, em uma licitação feita no ano passado, se o governo importasse os trens diretamente pagaria 14% a menos de impostos. Bastava ter incluído a compra dos trens nessa licitação. Estranhamente, o Metrô preferiu a prorrogação do contrato antigo.

A francesa Alstom tem sido alvo de investigações na Europa, na Ásia e na América do Sul, acusada de pagar propina para fechar contratos --incluindo o contrato com o Metrô de São Paulo, no qual a empresa francesa é acusada de pagar US$ 6,8 milhões em propina para receber um contrato de US$ 45 milhões.

O presidente da Alstom, Patrick Kron, afirmou não saber nada sobre as suspeitas de corrupção que afetam a empresa.

Procuradoria aponta tucano ligado à Yeda como operador de esquema no Detran-RS

GRACILIANO ROCHA
da Agência Folha, em Porto Alegre
O Ministério Público Federal apontou os empresários Lair Ferst --que é filiado ao PSDB e atuou na campanha da governadora Yeda Crusius (PSDB) em 2006-- e José Antônio Fernandes como principais operadores de uma "superestrutura criminosa" que desviou R$ 44 milhões do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) do Rio Grande do Sul.
Os dois são suspeitos dos crimes de peculato (desvio de dinheiro público), corrupção ativa, falsidade ideológica, locupletamento em dispensa de licitação e formação de quadrilha.
Na denúncia apresentada ontem à Justiça Federal de Santa Maria (286 km de Porto Alegre), constam ainda os nomes de diretores do Detran, servidores da Universidade Federal de Santa Maria e donos de empresas que teriam participado do esquema.
Segundo a Procuradoria, a fraude ocorreu entre julho de 2003 e novembro do ano passado, por meio de duas fundações vinculadas à Universidade Federal de Santa Maria, a Fatec (Fundação de Apoio à Ciência e Tecnologia) e a Fundae (Fundação para o Desenvolvimento e Aperfeiçoamento da Educação e da Cultura) contratadas sem licitação e a preços superfaturados pelo Detran.
As fundações faziam pagamentos a empresas prestadoras de serviço, as chamadas "sistemistas", dos operadores do esquema.
Duas empresas controladas pelas irmãs e o cunhado de Ferst, a Newmark Tecnologia e a Rio Del Sur, foram contratadas pela Fatec e receberam repasses mensais do Detran entre julho de 2003 e maio do ano passado. Ferst também foi denunciado por extorsão.
Outra empresa contratada pela Fatec e tida como uma das cabeças do esquema é a Pensant Consultoria, operada pela família de José Antônio Fernandes. A Pensant integrou o esquema de subcontratações do Detran desde julho de 2003, segundo a Procuradoria. Mesmo quando a Fatec foi substituída pela Fundae, em maio de 2007, a Pensant continuou como um dos principais destinos do dinheiro do Detran.
Entre os denunciados estão Carlos Ubiratan dos Santos, que presidiu o Detran durante o governo do peemedebista Germano Rigotto (2003-2006), e Flávio Vaz Neto, que ocupou o cargo no governo de Yeda Crusius. Ambos são ligados ao PP, partido que integra a base da governadora, e teriam recebido propina. O irmão do deputado federal Luiz Otávio Germano (PP), que foi secretário de Rigotto, o advogado Luiz Paulo Germano, também foi denunciado ontem. O deputado, que tem foro privilegiado, não foi investigado.
Malas de dinheiro
O procurador Alexandre Schneider disse que os funcionários públicos e os donos de empresas denunciados fazem parte de organizações criminosas que atuaram em duas fases distintas. A primeira foi a "das empresas de fachada", até a substituição da Fatec pela Fundae em maio do ano passado. Neste período, o dinheiro circulava através de transferências bancárias.
"A fase seguinte, de maio a novembro, foi a da mala preta, quando o mecanismo para a entrega da propina não era mais através de empresas fantasmas, mas de malas", afirmou.
Outro lado
A reportagem não conseguiu localizar ontem Lair Ferst, José Antônio Fernandes, Carlos Ubiratan dos Santos e Flávio Vaz Neto. Na segunda-feira, o deputado federal José Otávio Germano (PP), secretário de Segurança Pública durante a gestão do peemedebista Germano Rigotto (2003-2006), a quem o Detran estava vinculado, negou ter conhecimento da fraude no órgão durante depoimento à CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) instalada na Assembléia Legislativa para apurar o caso.
Seu irmão, o advogado Luiz Paulo Germano, denunciado ontem por crimes de peculato e corrupção, também não foi encontrado pela reportagem.
O porta-voz do governo gaúcho, Paulo Fona, disse ontem à Folha que o governo abriu sindicâncias para apurar o desvio no Detran.
Ele disse que o governo tomou providências após o caso se tornar conhecido publicamente, em novembro do ano passado: a exoneração de Flávio Vaz Neto da presidência do Detran e o rompimento do contrato com a Fundae em março.
Segundo ele, uma licitação para os serviços de avaliação de candidatos a motoristas está sendo elaborada.
Fona também disse que Lair Ferst atuou "apenas como militante" na campanha da governadora Yeda Crusius.

weiss disse...

loucos atraem loucos? viram o que os bolsonaros da vida fazem?

posturaativa disse...

são poucos os que aceitam a verdade, aí partem para a ignorância

tunico disse...

Pura verdade. Este Tarso Genro é um cara de pau e mentiroso como todos os vermelhinhos deste governo. Ouviu a verdade.Queria eu poder falar na cara dele as verdades que eles merecem ouvir.

Anônimo disse...

ouvir verdades?desde quando vcs falam a verdade?bom, vcs seguem a ideía de Hitler: "uma mentira contada muitas vezes passa a ser verdade"...Tem uma verdade nestes comentários sobre o governo tucano em SP e RS, vcs a ignoraram?soh aceitam a verdade que lhes convém?burgues é foda, soh dando enfiando ferro em brasa no cú deles para aprender.O pior de tudoé q idiotas como vcs saem faland aki nesta merda q somos petistas, soviéticos, nunca pararam para pensar q podemos ser democratas?nao aquele partido do caralho da laia de vcs que na vdd é o DEMO, mas democracia seus idiotinhas liberais e nazi-facistas!

Adalberto disse...

Foi brilhante a atuação do deputado Jair Bolsonaro, onde ele atacou a hipocrisia desses petralhas que querem impor uma ditadura do pensamento único, onde eles (a petralhada) são os "heróis" e a sociedade brasileira que não concorda com a roubalheira e os militares são os maus da história.

Esse tipo de inversão de valores que a esquerdopatia prega à sete ventos pode enganar alguns , mas não a todos durante todo o tempo.

Esse governo internacionalista que é o governo Lula precisa ser questionado, pois é inadmissível que o território nacional seja objeto de acordo na ONU, onde o governo ideológico do PT faz um acordo sem o conhecimento dos militares e da sociedade brasileira para impedir a entrada do exército brasileiro em terras brasileiras e por cima expulsa brasileiros da forma mais arbitrária !

E quanto ao anônimo, é lamentável que haja pessoas que acreditem que violência seja o caminho para resolver discordâncias de opinião, isto prova , que a violência e a criminalidade é marca registrada da esquerdopatia, que ao ver que não tem razão recorre a violência , vocês esquerdopatas são uma VERGONHA.