Pesquisar este blog

domingo, 13 de setembro de 2009

Pré sal :A Maior mentira de um mentiroso homérico

CONSIDERAÇÕES SOBRE O PRÉ-SAL doc.nº 220 - 2009
fortalweb.com.br/grupoguararapes
O conhecimento humano tem crescido com uma velocidade tão surpreendente
que, às vezes, parece inacreditável. O telefone que era um aparelho grande,
fixo e com fio, somente nos fins do século passado foi sendo substituído
pelo Celular. A fotografia e o cinema, que eram feitos com filmes, hoje
podem ser feitos, também, em aparelhos que gravam e transmitem sem
necessidade de filmes. E as fotografias podem ser tiradas e ficar gravadas
até em telefones celulares pequenos que cabem numa mão. Enquanto no início
do século passado, só se ouvia um jogo de futebol pelo rádio, passou-se a
ver um jogo em tempo real e escutar a sua narração, mesmo disputado em
outro continente, por exemplo o Japão, no outro lado da Terra. Na saúde, a
evolução foi surpreendente. Doenças, antes de demorado tratamento ou até
incuráveis, hoje, são curadas rapidamente. E estas verdades inquestionáveis
se verificam em todos os campos da ciência humana. Daí a razão das nossas
considerações, abaixo, sobre o lançamento do Pré-Sal.
Não temos dúvida de que a descoberta dos poços de petróleo, no Pré-Sal, nas
costas atlânticas do Brasil, numa extensão que vai do Espírito Santo até
Santa Catarina, foi um grande acontecimento que nos deve encher de alegria,
orgulho e muitas esperanças. Com a velocidade com que nós brasileiros vemos
crescer o conhecimento, temos que nos preparar para usufruir da promissora
riqueza do Pré-Sal, mas prudentes antes de tomarmos uma decisão definitiva.
Senão vejamos.
No mundo de hoje, marcado com as preocupações do aquecimento global e com a
crescente poluição atmosférica, devida entre outras razões ao uso dos
produtos derivados do petróleo, cada vez se observa um esforço maior na
busca de fontes de energia alternativas - não poluentes e renováveis. O
próprio Brasil, no tempo dos Governos Militares, deu uma ênfase especial na
busca de produtos vegetais e, então, criou o Pró-álcool, a partir da cana
de açúcar. E hoje já se sabe, no Brasil e no Mundo, do uso de outros
vegetais com a mesma finalidade, como também de veículos movidos a
eletricidade, através de cargas em baterias. E ninguém pode desconhecer o
crescente uso das energias Solar e Eólica. Neste final de semana, no dia
06.09.2009, viu-se uma reportagem na TV, mostrando um carro movido com
energia solar no Japão. Então não se pode deixar de considerar a
possibilidade de surgir nos próximos anos, um invento não poluente ou menos
poluente que substitua ou concorra com o petróleo, reduzindo o seu valor
absoluto de hoje.
Assim, entendemos que mais prudente será o Brasil não pretender agir
sozinho, arriscando um custo além de suas possibilidades, e considerar,
também, a participação de outros países ou empresas estrangeiras, aliás em
uma das formas previstas no texto constitucional, e não como a copiada, à
revelia, de outros países, como faz o atual governo - em plena campanha
eleitoral, para a exploração do petróleo do Pré-Sal. Cuidando-se,
contudo, para que a parte maior do bolo fique para o Brasil. Sabe-se que se
trata de um investimento de custo elevadíssimo, que só começará a ter
retorno daqui a cerca de 10 ou mais anos, tempo muito grande se
considerarmos a velocidade do desenvolvimento científico do mundo moderno.
Esta foi uma conclusão lógica desta nossa análise, após sentirmos com
apenas alguns pequenos e poucos exemplos, quanto o conhecimento humano tem
crescido, quase que diariamente, neste mundo globalizado em que vivemos. E
usando dois velhos e sábios provérbios para melhor sermos entendidos

7 comentários:

Magui disse...

Só sei de uma coisa,não aceito mais meia dúzia de ricaços ganhando cada vez mais com as nossas riquezas e o povo chupando o dedo.Que dure 50 anos mas é preciso fazer um Fundo Social.Basta dos ricaços se acharem melhores e tratar os excluidos como gentalha!
Desde que o Brasil foi descoberto que os espertinhos ganham com sacrifício de centenas de explorados: o ouro, o café, a cana de açúcar, a borracha,o minério de ferro, o diamante, agora o petróleo e o gás.Se vc não participa da partilha não defenda essa cambada.Este é o ponto.

Anônimo disse...

"No mundo de hoje, marcado com as preocupações do aquecimento global e com a
crescente poluição atmosférica, devida entre outras razões ao uso dos
produtos derivados do petróleo, cada vez se observa um esforço maior na
busca de fontes de energia alternativas - não poluentes e renováveis."

CO2 não foi a causa do aquecimento ocorrido até 1998 (depois a temperatura tem se estabilizado e baixado). Al Bore e sua turma são todos 171.

Quanto ao aproveitamento econômico, o que me importa é pagar menos pela gasolino. Por que tenho de pagar muito mais que os cidadãos de outros países? Pra enriquecer esse bando de vagabundos?

Clausewitz disse...

Peço ao amigo que me permita fugir da pauta e propagandear minhas mais novas enquetes:

O jornalista Muntadhar al-Zeidi, que ganhou fama mundial ao atirar seus sapatos no então presidente americano George Bush no fim do ano passado, está sendo libertado hoje e deverá ser recebido em seu povoado com honras de chefe de Estado e com muita comilança pela família, que lhe prometeu alguns pares de sapato para que Muntadhar continue sua sina de homem-sapato, o que já é uma grande evolução em um país onde os homens e mais recentemente as mulheres ao invés de jogarem sapatos, se jogam com bombas no adversário...

Pois bem, cientes de que temos contas a ajustar com a cena política nacional, em qual personalidade da atual e deprimente realidade republicana o amigo e a amiga atirariam um sapato com muito chulé? funcionaremos com duas enquetes, sendo a já mencionada sapatada nos anjos nacionais e outra que estimará quem deve ser alvejado fora do Brasil... para termos o perfeito perfil do alvo, solicito que a atual enquete seja divulgada para toda a família e amigos, para que durante 15 dias possamos renovar nosso estoque de pisantes...

Basta acessar http://novoblogdoclausewitz.blogspot.com

Anônimo disse...

Vc deve ser um desses simpatizantes de antigos governantes, que adoravam privatizar as nossas riquezas! E que aliás, estão defendendo essa idéia no senado federal.

Não,não deixaremos isso acontecer.

Para vcs é difícil reconhecer que alguém que veio das camadas pobres,governe para os pobres, e muito melhor que vcs.

Não se irritem com isso,é a lógica.
Quem governa para a maioria, sempre terá uma aprovação maior de seu governo.

Obrigado por disponibilizarem espaços nos quais podemos debater sobre a verdade dos fatos do nosso país.

ZEPOVO disse...

A primeira vista um texto ponderado, a prudência não pode ser criticada. Mas uma análise mais cuidadosa deixa claro que trata-se do velho pecado brasileiro de não acreditar no nosso povo, na nossa capacidade e até na nossa sorte!
É mais do mesmo de sempre. Achar que não vamos saber lidar com nossos potenciais porque somos brasileiros!
Chega!
Para quem não percebeu ainda "o tal futuro" está chegando finalmente ao Brasil, bastou valer a verdadeira vontade popular e as coisas começaram a dar certo!
O petróleo é nosso, temos muito e o mundo precisa muito mais que nós. Cada brasileiro vai ter seu quinhão, ou a "chapa vai esquentar"! É o jeitinho PT de ser, quem não gostar vai se sentir hamburguer...

Anônimo disse...

Cinto apertado
Lula continua falando de tudo e sobre tudo. E logo, logo, vai analisar o cinema italiano. Falar de Pasolini, Fellini, Monicelli, De Sica, Antonioni e Visconti. E quando se deperar com a obra de Rossellini vai dizer que Romma Cittá Aperta significa: "Roma, o Cinto Apertou"... E os áulicos vão achar graça...

posturaativa disse...

propaganda é ainda a alma do negócio,Lula irá usar o pré sal no palanque, depois...... aí será outra etapa