Pesquisar este blog

sexta-feira, 6 de outubro de 2006

Apedeuta solta os cachorros e quer distância do Dossiê

O presidente Luiz Inácio APEDEUTA da Silva mostrou-se irritado na quarta-feira com a demora da coordenação da campanha petista em obter uma forma de afastá-lo do escândalo do dossiê. O pedido foi uma das primeiras providências de Lula depois do inesperado desfecho do primeiro turno, quando esperava vencer já no domingo mas não conseguiu. Até agora, o escândalo segue inexplicado.
De acordo com reportagem publicada nesta quinta-feira pelo jornal O Estado de S. Paulo, Lula pediu a expulsão de petistas que participaram da operação para compra do dossiê contra os tucanos. Em reunião na manhã de quarta com auxiliares no Palácio da Alvorada, ele disse: "Tem que botar pra fudê". Lula insiste com os coordenadores que "quem fez besteira tem que ser punido".
O presidente queria pressa na operação petista para consolidar a versão defendida pelo Planalto, que é a de ação isolada dos petistas envolvidos, sem qualquer tipo de envolvimento das lideranças do partido. A tarefa, contudo, é difícil para a equipe: afinal, os suspeitos são ligados a figuras de destaque do PT, como deputado Ricardo Berzoini e o senador Aloizio Mercadante.

Nenhum comentário: