Pesquisar este blog

sexta-feira, 10 de novembro de 2006

stalin capitalista?

Grana extra
Há dias, o ex-ministro e deputado cassado José Dirceu de Oliveira e Silva disse que não pretende voltar à política, mas apenas provar sua inocência no processo do fatídico mensalão, que tramita no Supremo Tribunal Federal. Dirceu, que de uns tempos para cá tem se dedicado ao lobby, é o ponta-de-lança do empresário Carlos Slim Helou, dono da mexicana Telmex e da brasileira Claro, além de sócio da Net, empresa de televisão a cabo. O ex-comissário palaciano é o interlocutor do mexicano junto ao governo do companheiro Lula. Slim, um arrojado empresário do setor de telecomunicações, ofereceu, em nome da Claro, R$ 15 bilhões pela TIM brasileira. Em outras palavras, não há nada melhor do que uma montanha de dinheiro para fazer um comunista convicto se encantar com o submundo do capitalismo.

4 comentários:

Clau disse...

Ele foi visto almoçando com Clodovil e um jornalista do JB no Cipriani, um dos restaurantes mais caros do RJ.
Trio inusitado, não?

Beijos

Antonio Lyra disse...

José Dirceu deve continuar a sua luta para provar a sua inocência. Trata-se um grande politico que foi sacrificado pela a imprensa.
O post acima fala que José Direceu estava em um dos restaurantes mais caros do RJ. Qual é o problema?

Serjão disse...

Ele apenas arrumou m jeito de conseguir mais dinheiro de um modo tão pilantra quanto

Claudia disse...

Petralha é um povo chato não?
O cara fez tudo o que fez e ainda acha Dirceu um grande político 'sacrificado pela imprensa'.
Haja paciência para tanta imoralidade.