Pesquisar este blog

quinta-feira, 15 de março de 2007

Do tamanho do intelecto de Lula

MEDIOCRIDADE MINISTERIAL!

01. Os estudos de gestão ensinam que uma maneira de medir a capacidade ou a mediocridade de um executivo é conhecer a sua equipe de auxiliares -diretores ou assessores. Quando um executivo se cerca apenas de pessoas menos preparadas -ou na melhor hipótese- com preparo igual ao dele, se tem um executivo inseguro e quase sempre medíocre.

02. É o que se vê agora na montagem do ministério de Lula. Depois de 4 meses e meio de conchavos, intrigas, vazamentos e especulações, saem do forno os ministérios MAIS MEDIOCRES que o Brasil conheceu em toda a sua história, desde o Império.

03. Pela primeira vez se pode dizer que a assertiva básica de Lula -"nunca antes nesse país" - se aplica cabalmente. Nunca antes nesse país se teve um ministério tão medíocre como esse. Medíocre politicamente. Medíocre tecnicamente.

04. Um ministério -como dizem os estudos citados- que mostra a insegurança política e técnica de Lula- que depois de 4 anos, consegue reunir em seu entorno uma claque para aplaudi-lo quando fizer suas metáforas -antes futebolísticas e agora sexuais. Um ministério que, na melhor hipótese, corresponderá ao jogo menor de interesses clientelistas com vistas a transformar o Congresso numa pastagem governamental.

05. Quando -em governos anteriores- o negócio dos ministérios e da ocupação da máquina de governo vinha a público, era como investigação e vazamento e a imprensa repercutia como escândalo. Agora se perdeu a vergonha na cara e se faz tudo isso e mais alguma coisa de forma explícita.

06. Uma coisa é certa. O governo acabou, mal começou. Esse ministério de forças políticas centrípetas só vai ciscar para dentro. Esse ministério não vai levar qualquer tema a lugar algum. E isso num momento em que se colocam na mesa de discussão temas como aquecimento global, um novo ciclo de incertezas financeiras, modelos de gestão, ciência e tecnologia, etc... etc...

07. Um ministério do "tamanho" do Lula.


CURRÍCULO DO MINISTRO TARSO GENRO QUE O CREDENCIA PARA A FUNÇÃO!

1. Candidato a governador do RGS em 2002 no rastro de Lula-presidente: perdeu a eleição.

2. Designado para presidir o Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social. Esse nunca funcionou.

3. Nomeado ministro da Educação. Disse que faria uma revolução no ensino superior. Nada aconteceu. O fato de maior relevo foi ter contratado a gráfica que fez sua campanha para governador e lhe dar serviço, que disseram era compensação de dívidas de campanha.

4. Designado presidente do PT na crise do mensalão. Depois de algumas semanas, desistiu.

5. Nomeado ministro de coordenação política. A base do governo desintegrou em 2006 e o governo perdeu todas.

6. Coordenador junto à câmara de deputados do processo sucessório. Seu candidato só não perdeu pelo conchavo paulista de parte do PSDB.

7. Coordenador da reforma ministerial. Uma trapalhada que até agora não culminou.

8. Nomeado ministro da Justiça. Que Deus nos proteja!

3 comentários:

Keikas disse...

que nos proteja mesmo....
bjka

AGRIDOCE disse...

TXZZZZZZ!!

A coisa tá feia por aí, não?

Vão ver que é desta vez que ele vai trabalhar mesmo.

Se não... justiça com ele :)))

Joaquim Caldas disse...

Já esta na hora de produzir o siga-me quem for brasileiro!O exercito do povo nas Ruas,pra ver se acabamos com essa safadesa Politica e Militar,onde o povo estão sendo roubados e ninguem faz nada.Somos mais nós mesmos,viva a liberdade!!!