Pesquisar este blog

sábado, 14 de julho de 2007

A verdadeira pesquisa de aprovação

6 comentários:

Anônimo disse...

O ministro dos esportes, Orlando Silva, único representante do governo a comentar as vaias, considerou que a manifestação não foi espontânea. "Pareceu coisa orquestrada, de onde vinha (a vaia) dava para perceber que era coisa orquestrada," disse ele.
Ô RAÇA!!!!!

CAntonio disse...

A maioria silenciosa resolveu lavar a alma.

E como não havia ingressos "de grátis" para a claque de sempre....

Faltou o ovo para elle ser realmente OVACIONADO.


Valeu!

Anônimo disse...

As vaias que recebeu do público presente no Maracanã durante a cerimônia de abertura dos Jogos Pan-Americanos, nesta sexta-feira, no Rio de Janeiro, deixou o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, bastante constrangido. Ao lado da primeira dama na tribuna de honra do estádio, Lula se manifestou muito pouco durante o evento. Ficou a maior parte do tempo sentado. O único sinal de emoção aconteceu quando a delegação brasileira entrou no gramado do Maracanã.

Lula foi vaiado quatro vezes durante da cerimônia de abertura dos Jogos Pan-Americanos nesta sexta-feira, no estádio do Maracanã. A primeira manifestação das mais de 90 mil pessoas que estão no Maracanã aconteceu quando uma imagem do presidente apareceu nos novos telões do estádio no início da festa. Neste momento, a maioria das pessoas no estádio protestou. Outro momento em que foram ouvidas vaias foi quando o sistema de som do Maracanã anunciou a presença de Lula

Stella disse...

tem gente dizendo que foi uma pequena claque comandada por cesar maia:-)
só se usaram megafone

cereal disse...

Notícias Geral
06/07 - 18:48

Cemig: venda de energia à Argentina tem cláusula de confidencialidade

CEMIG: VENDA DE ENERGIA À ARGENTINA TEM CLÁUSULA DE CONFIDENCIALIDADE

A energia que será vendida pela Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) para a Argentina tem cláusulas de confidencialidade e os preços acordados não podem ser divulgados. Segundo o superintendente de Compra e Venda de Energia no Atacado da Cemig, José Raimundo Dias Fonseca, o volume que está sendo contratado, e que deverá ser de 130 MW médios, no limite, é suficiente para atender cerca de 800 mil domicílios residenciais. Fonseca ainda lembrou que, no ano passado, a estatal fechou contrato de fornecimento, por 30 anos, para ser entregue a partir de 2009, a R$ 125 por MWh. Uma energia, portanto, com preço inferior à que é produzida em Igarapé, que será transmitida para a Argentina, já que esta última utiliza combustível.



Copyright - Agência Estado 2005 - Todos os direitos reservados

keikas disse...

hehehe...será que ele ouviu, pq ele nunca sabe de nada !!!!