Pesquisar este blog

segunda-feira, 16 de julho de 2007

Pai dos banqueiros e dos miseráveis

Na Folha ,saiu o levantamento da consultoria The Boston Consulting, mostrando que os milionários brasileiros - 0,7% da população - vivem uma grande fase. São 130 mil pessoas que enriqueceram especialmente no Centro-Oeste, impulsionados pelo agronegócio, e nas regiões Norte e Nordeste, onde lojas de luxo ampliam seus investimentos, fora do eixo Rio/São Paulo. Entre 2000 e 2005, o País saiu do 18º para 14º lugar no ranking dos países com mais milionários, deixando para trás Índia e Rússia. A explicação para este boom está, entre outros fatores, na alta das commodities e do mercado financeiro, além do enfraquecimento do dólar - que Lula diz ser bom para os assalariados, mas esqueceu de comentar ser melhor ainda para o andar de cima. O que não mudou foi a desigualdade de renda: 10% da população continua com 80% da renda nacional.
Lula dá Bolsa Família aos miseráveis e faz carícias nos financistas. Observem que o Banco Central é celeiro dos milionários. O ex-presidente Armínio Fraga e outros enriqueceram criando fundos de investimento que atraem bilhões de "seleto" grupo de tupiniquins. A nata do País. A mesma, aliás, que detém riqueza equivalente a meio PIB nacional. O Brasil é o 14º no ranking mundial de pessoas com mais de US$ 1 milhão em aplicações. Lula metalúrgico vive de contrastes. Ou viveu, até o Pan. A classe média aprendeu a vaiar.

Um comentário:

Stella disse...

ele está enriquecendo não só os milionários daqui, mas com sua política econômica está dando dividendos extraordinários para investidores estrangeiros que ganham no jogo da bolsa